Raindrop: Pagan Poetry

Saturno

by on maio.25, 2009, under Textos

Agulhas brilhantes cortavam seus olhos,
Que contemplavam o céu estrelado.
Luzes da estrada, levando ao nada,
Luzes dos carros que se misturavam à neblina.

O ar frio e seco percorre a garganta
Um sopro.
Um sopro seco
Um sopro seco e vazio.

Mas enquanto ele também virava névoa,
Enquanto o frio tomava seu corpo,
Ele sorria, com uma triste alegria.

Ele viu os anéis de saturno.

:,
No comments for this entry yet...

Comments are closed.

Encontre